Logo BCM.
Banner – Anuncie Aqui- 970×250 | CENSURA ZERO  

STJ suspende leilão de jatinho de Wesley Safadão em ação movida por vítimas do Sheik dos Bitcoins

Wesley Safadão conseguiu evitar leilão de jato

O Superior Tribunal de Justiça (STJ) suspendeu nesta segunda-feira o leilão do jatinho da empresa WS Shows, de Wesley Safadão. O processo envolve uma negociação do cantor com Francisley Valdevino da Silva, o ‘Sheik dos Bitcoins’, a quem a aeronave pertencia. O leilão estava previsto para a próxima quinta-feira.

A defesa de Safadão alega no processo que a negociação do avião entre a empresa do cantor e a firma do “Sheik dos Bitcoins” foi concluída e que, portanto, a aeronave não poderia ser usada para o pagamento de credores do empresário, acusado de fraudes. O cantor sustenta que “a aquisição e a comunicação de venda à Agência Nacional de Aviação Civil (Anac)” ocorreram antes de qualquer arresto ou anotação na matrícula do avião que impedisse a transação comercial.

A empresa que pretende levar o jatinho a leilão alega ser credora de R$ 16,5 milhões. O lance inicial do leilão estava previsto em R$ 47 milhões.

A decisão do ministro Marco Aurélio Belizze, relator do processo, estabelece que o leilão não pode ocorrer até o julgamento de recursos que estão pendentes sobre o caso.

Segundo o advogado Willer Tomaz, que representa o cantor na ação, “a decisão do STJ restabelece a justiça e o devido processo legal, impedindo o leilão precipitado de aeronave adquirida pela WS Shows de forma legítima, honesta e de boa-fé, conforme vem sendo reconhecido em diversas sentenças de mérito envolvendo o avião”.

Entenda o caso

O “Sheik dos Bitcoins” é apontado pela Polícia Federal como chefe de um esquema que, por meio de fraudes com criptomoedas e pirâmide financeira, movimentou R$ 4 bilhões. Safadão já havia sido dono da aeronave, vendida a Francisley por ele por R$ 37 milhões em abril de 2021. O cantor não recebeu a totalidade dos valores e, em meio aos golpes, também foi vítima do esquema desvendado pela PF. A defesa do cantor alega que ele recebeu o avião do Sheik de volta como forma de ressarcimento, porque também ficou com prejuízo.

A aeronave reivindicada é um Cessna Aircraft, modelo 680, fabricado em 2008 e com capacidade para nove passageiros. Em dezembro do ano passado, no curso da disputa com os credores, a aeronave chegou a ser apreendida. Uma decisão posterior reverteu a apreensão.

Leave a Comment