Logo BCM.
Banner – Anuncie Aqui- 970×250 | CENSURA ZERO  

SpaceX tenta novamente lançar foguete mais poderoso da história

Missão de teste, que não será tripulada, ocorreria na segunda-feira (17), mas foi adiada para hoje após um problema de pressurização no propulsor

Divulgação/SpaceX

A SpaceX deve fazer, nesta quinta-feira (20), o primeiro voo orbital da Starship, a nave espacial mais poderosa da história. A missão estava programada para segunda-feira passada, mas teve de ser adiada devido a um problema de pressurização no propulsor.

A empresa do bilionário Elon Musk projetou o veículo para transportar pessoas e carga em futuras missões à Lua e a Marte. Mas neste voo de teste, a Starship viajará sem tripulação.

Inicialmente, o lançamento está marcado para acontecer entre 10h28 e 11h30 (horário de Brasília).

A SpaceX detalhou todas as etapas previstas. Elas poderão ser alteradas, mas, a princípio, estes serão os principais momentos:

0min55: foguete atinge o “Max Q”, como é conhecido o pico de estresse mecânico;

2min52: os dois estágios (foguete e nave) se separam e, então, o foguete começa o procedimento para terminar o voo na água;

2min57: motor da Starship é acionado;

9min20: motor da Starship é desligado e nave segue na órbita terrestre;

1h17min21: depois de dar uma volta no planeta, a nave deixa a órbita terrestre e começa a voltar para a atmosfera;

1h30: Starship encerra voo.

Se for bem-sucedida, ela poderá abrir caminho para viagens espaciais mais longas. A SpaceX afirma que a nave poderá transportar até 100 pessoas em voos interplanetários e ajudar a criar uma base na Lua.

“Com um teste como este, o sucesso é medido por quanto podemos aprender, o que informará e melhorará a probabilidade de sucesso no futuro, à medida que a SpaceX avança rapidamente no desenvolvimento da Starship”, diz a empresa em seu site.

Assim como o Falcon 9, da SpaceX, o veículo espacial também foi feito para ser usado em mais de um voo. Mas, para esta missão, a companhia não tentará fazer um pouso vertical da nave, nem tentará recuperar o foguete.

Redação g1

Leave a Comment