Logo BCM.
Banner – Anuncie Aqui- 970×250 | CENSURA ZERO  

Por que os revendedores de gás de cozinha de Afogados da Ingazeira não baixaram os preços do botijão dados pelo governo?

As recentes denúncias de altas abusivas do preço do gás de cozinha em cidades do Pajeú, com destaque para os casos em Afogados da Ingazeira, está parecendo até tema de cartelização, daí gerando uma pauta interessante para saber o que faz o Procon no município, até que ponto este órgão pode atuar no quesito fiscalização e cobranças às revendedoras Copa Gás, Nacional Gás, Ultragaz e Super Gasbrás que é quem entrega o gás de cozinha para ser vendido em Afogados da Ingazeira.

Um morador da cidade procurou o Blog PE Notícias na manhã desta quarta-feira para reclamar dos preços praticados na cidade. “Aqui o preço nunca baixa em quase todos os pontos de venda, sem contar que os preços são quase iguais em todos, o que demonstra existir um cartel na cidade, e outra, o governo já baixou o preço do gás de cozinha pelo menos três vezes esse ano e sabe quantas vezes essas revendedoras baixaram? Nenhuma. Cadê o Procon? Se é que esse órgão existe nessa cidade?”, desabafou o morador que pediu reserva.

O preço do gás, assim como o da gasolina, não é tabelado pela Petrobras. Ela só tem gerência em 54% da composição do preço do botijão. “Sendo as distribuidoras e revendedoras livres para definirem as margens praticadas”, Ou seja, além desse percentual, a variação é responsabilidade dos revendedores e de haver livre concorrência, o que não é o caso de Afogados da Ingazeira, aqui não existem concorrências e os preços são tabelados de acordo por quem passa ao consumidor final.

Um dos vendedores de gás de cozinha em Afogados da Ingazeira, procurado pelo blog PE Notícias, confirmou a reclamação do morador: “o gás teve uma baixa na semana passada de R$ 2,60 mas nenhum revendedor (dono de depósito) baixou o valor do gás para população, quem sofre são os assalariados, os aposentados”, disse o vendedor, que também manteremos no anonimato devido as represálias.

É quando voltamos com a pergunta: e o Procon de Afogados da Ingazeira, serve pra que mesmo?

PE NOTÍCIAS

Leave a Comment