Logo BCM.
Banner – Anuncie Aqui- 970×250 | CENSURA ZERO  

Pente-fino do Bolsa Família deve cancelar o cadastro destes beneficiários; veja quem vai perder o benefício

Beneficiários do Bolsa Família começa a receber a terceira parcela do auxílio

Depois de se reunir com o presidente Luís Inácio Lula da Silva (PT) nessa semana, o ministro do Desenvolvimento Social, Wellington Dias, confirmou a necessidade do pente-fino do Bolsa Família. De acordo com as informações que já foram compartilhadas pelo ministro, existem pelo menos 10 milhões de famílias que passarão pelo processo de averiguação de dados porque têm indícios de irregularidades.

O governo Lula anunciou a retomada do principal programa de transferência de renda que foi criado em seu primeiro mandato, em 2003. Para isso, no entanto, acredita-se que existe a necessidade de que haja um pente-fino do Bolsa Família para excluir do programa aqueles que não preenchem mais aos requisitos para receber o auxílio.

Além disso, existem dados internos que indicam que há fraude no recebimento do Auxílio Brasil. Denuncias mostram que o programa social foi usado como condição política para que o ex-presidente Jair Bolsonaro (PL) aumentasse o número de votos. E ainda, que famílias unipessoais, compostas por uma única pessoa, também tenham fraudado dados para receber o benefício.

Dessa forma, conseguiriam burlar uma regra em que mais de uma pessoa da mesma família poderia ter acesso ao Auxílio Brasil. Por conta de situações como essa, o pente-fino do Bolsa Família deve ser necessário para eliminar os fraudulentos, inclusive com possibilidade de diminuir o número de contemplados.

Quem vai passar pelo pente-fino do Bolsa Família?

De acordo com o ministro Wellington Dias, o pente-fino do Bolsa Família vai ser importante para “dar segurança” ao processo de liberação dos benefícios. Mas admitiu que quando 10 milhões de cadastros no CadÚnico forem averiguados, existe grande possibilidade de que parte deles seja excluído.

As expectativas são de que devem ser convocados a comparecer até uma unidade do CRAS (Centro de Referência de Assistência Social) para confirmação de dados aqueles que:

Estão com os dados desatualizados no Cadastro Único há pelo menos dois anos;
Fazem parte de famílias unipessoais;
Ultrapassaram o limite de renda permitido para acesso ao programa (R$ 210 por pessoa).
Quem for notificado para o pente-fino, mas não se apresentar para justificar ou atualizar os dados, corre o risco de ter o seu benefício cessado até que todas as informações seja atualizadas. (FDR)

Leave a Comment