Logo BCM.
Banner – Anuncie Aqui- 970×250 | CENSURA ZERO  

Haddad confirma ampliação do programa de desconto para carros populares

(crédito: Fabio Rodrigues-Pozzebom/ Agência Brasil)

O ministro da Fazenda, Fernando Haddad, confirmou que o governo vai prorrogar o programa de descontos na compra de automóveis populares. O Ministério do Desenvolvimento, Indústria, Comércio e Serviços apresentou ao presidente Lula (PT) uma lista de espera de pessoas interessadas na aquisição do carro, que ultrapassaria o montante total previsto.

Haddad confirma que programa de carros populares será ampliado para R$ 1,8 bi

Na noite desta quarta-feira (28/6), Haddad informou que uma Medida Provisório detalhando a extensão do programa será publicada “amanhã ou depois” com o acréscimo de R$ 300 milhões para o programa. “Seria um programa de R$ 1,5 bilhão, será agora um programa de R$ 1,8 bilhão. Está mantendo o que eu falei desde o início, que ia ser um programa de menos de R$ 2 bilhões e com recursos da reoneração do diesel, em virtude da queda do dólar e do preço do petróleo”, disse.

O ministro explicou que para chegar a este valor, o governo aumentará em três centavos a reoneração do diesel, antes anunciada em R$ 0,11 centavos. Assim, a partir de outubro, a tributação de PIS e Cofins passará a ser de R$ 0,14 para cada litro de gasolina.

A reoneração se refere à volta da cobrança dos tributos após o presidente Jair Bolsonaro promover a desoneração, em R$ 0,35, no ano passado. Até janeiro de 2024, o combustível será reonerado nesse valor. Haddad frisou que o aumento não vai se refletir no preço da bomba porque já houve uma queda adicional do dólar, desde que a medida foi tomada e uma queda do preço do petróleo, o que compensaria a elevação dos tributos. “Estamos sem preocupações em relação à elevação do preço. Não terá impacto sobre o consumidor”, disse.

Por Edla Lula / Correio Braziliense.

Leave a Comment