Logo BCM.
Banner – Anuncie Aqui- 970×250 | CENSURA ZERO  

Governadora Raquel Lyra visita o andamento das obras da primeira fase da Adutora do Agreste

Importante equipamento para o acesso à água no interior de Pernambuco, a Adutora do Agreste está em processo de aceleração das obras. Em continuidade à sua agenda, a governadora Raquel Lyra visitou, nesta quarta-feira (19), na cidade de Arcoverde, as intervenções da primeira etapa da Adutora, que beneficiará 23 municípios pernambucanos. Para a retomada do ritmo das obras desta fase, estão na conta do Estado R$ 50 milhões, transferidos pelo Ministério da Integração e do Desenvolvimento Regional no início deste mês, após agendas da governadora em Brasília.

“A Adutora do Agreste tem recurso agora para ter a sua obra concluída. Os trabalhadores, os empresários e a nossa população em geral têm um sonho de décadas de ver uma obra que se arrasta há tanto tempo, de gerações, poder ser concluída e poder tirar do racionamento uma população de mais de dois milhões de habitantes”, ressaltou a governadora.

A conclusão da primeira etapa da obra está prevista para 2025, quando todas as adutoras estarão implantadas e a Estação de Tratamento de Água (ETA) do Agreste concluída. A estrutura vai viabilizar o transporte de um volume de 2m³ de água por segundo.

“Nosso compromisso, nesta primeira etapa, é que até o final do ano a gente comece a ter água do São Francisco abastecendo as torneiras de quem vive no Agreste do nosso Estado. Essa é a primeira etapa, tem muita coisa para ser feita, como a troca das tubulações e as estações de tratamento nas cidades, para poder garantir essas obras, podendo fazer sentido para a população”, acrescentou Raquel Lyra.

Atualmente, a principal obra em execução é a Estação Elevatória de Água Bruta (EEAB), localizada em Arcoverde. A execução física da intervenção alcançou 78%, já tendo sido implantados 696 km dos 787 km previstos de tubulações.

Leave a Comment