Logo BCM.
Banner – Anuncie Aqui- 970×250 | CENSURA ZERO  

Assassina dos pais Suzane von Richthofen é solta após mais de 20 anos de prisão

Uma das assassinas mais conhecidas do Brasil, Suzane von Richthofen, 39 anos, foi solta na tarde desta quarta-feira (11). Ela estava presa desde 2002, acusada pelo assassinato dos pais. 

Foto: reprodução/SBT
Foto/ Reprodução SBT

Suzane foi solta após a Justiça conceder progressão para o regime aberto. Atualmente, ela estava em um presídio em Tremembé, no interior de São Paulo.

De acordo com a Secretaria de Administração Penitenciária (SAP), Suzane deixou a Penitenciária Feminina I Santa Maria Eufrásia Pelletier por volta 17h35.

O Tribunal de Justiça informou, por meio de nota, que o caso de Suzane corre sob segredo, mas confirmou que em decisão da 2ª Vara de Execuções Criminais de Taubaté, “foi concedida a progressão ao regime aberto, após ser verificado o cumprimento dos requisitos estabelecidos pela Lei de Execução Penal”.

A previsão é que ela cumpra toda a pena em 25 de fevereiro de 2038. Até lá, no regime aberto, ela seguirá sendo acompanhada pelo Poder Judiciário – informando com frequência todas as suas atividades.

REPRODUÇÃO
Família Richthofen antes do assassinato de Manfred e Marísia – foto/Reprodução.

Em 2002, Suzane von Richthofen foi condenada a 39 anos e seis meses de prisão pela morte dos pais, o engenheiro Manfred von.

O crime aconteceu em 31 de outubro do mesmo ano. Conforme a investigação, Suzane von Richthofen planejou e matou os pais, enquanto eles dormiam, na casa da família, em São Paulo.

Suzane teve a ajuda do namorado, Daniel Cravinhos, e do irmão dele, Cristian, que mataram o casal a porretadas.

Os pais seria contra o namoro do casal. Daniel também foi condenado a 39 anos e 6 meses de prisão, mas o rapaz já cumpre pena em regime aberto.

Cristian, que tinha recebido pena de 38 anos e 6 meses, sofreu outra condenação e está em regime semiaberto.

Por Rafael Guerra/JC

Leave a Comment