Logo BCM.
Banner – Anuncie Aqui- 970×250 | CENSURA ZERO  

Alta de Covid-19 na China causa queda nas remessas de iPhone 14

Alta de Covid-19 na China causa queda nas remessas de Iphone 14

Com o grande aumento de casos de Covid-19 na China, as autoridades seguem a política “Covid zero” que impõe uma série de restrições à população. Nas últimas semanas, a fábrica de Zhengzhou onde está uma das grandes fornecedoras de iPhones da Apple teve até que abrigar funcionários em suas instalações, que ficaram isolados em dormitórios dentro da fábrica. Alguns inclusive pularam os muros para escapar do isolamento.

Com o clima de preocupação sobre a Covid-19, a Apple alertou aos investidores que as remessas do iPhone 14 Pro e Pro Max devem ser afetadas pelas restrições e bloqueios na Foxconn – principal fabricante de iPhones da Apple – em Taiwan.

 

“As restrições do Covid-19 afetaram temporariamente as instalações de montagem primárias do iPhone 14 Pro e iPhone 14 Pro Max localizadas em Zhengzhou, China. A instalação está atualmente operando com capacidade significativamente reduzida”, disse a Apple em comunicado.

A empresa relatou que a demanda pelo novos modelos de iPhone continuam em alta, e com isso as remessas atualmente registradas não vão conseguir compensar.

Nesta segunda-feira, a China informou que 5.496 novos casos de Covid-19 foram registrados no último domingo (6).

 

A fábrica de Zhengzhou atualmente conta com cerca de 200.000 funcionários, e passou a seguir as orientações do governo Chinês e os bloqueios de sete dias ao redor da fábrica, com isso os trabalhadores ficaram impossibilitados de acessar o ambiente de trabalho.

Alguns vídeos que circulam na internet mostram os funcionários pulando cercas para escapar da fábrica onde estavam abrigados. Em vídeo postado no Twitter, o jornalista Stephen Mcdonnell, correspondente da BBC, mostra alguns trabalhadores pulando a cerca para escapar da fábrica onde estavam isolados.

“Os trabalhadores fugiram do maior local de montagem de #Apple, escapando do bloqueio #Covid Zero na Foxconn em #Zhengzhou . Depois de fugir, eles estão caminhando para cidades de origem a mais de 100 quilômetros de distância para vencer as medidas projetadas para controlar as pessoas e impedir isso na #China”, escreveu McDonell.

“Estamos trabalhando em estreita colaboração com nosso fornecedor para retornar aos níveis normais de produção, garantindo a saúde e a segurança de todos os trabalhadores”.

A Apple finalizou o comunicado informando que está trabalhando em colaboração com a Foxconn para retornar “aos níveis normais de produção, garantindo a saúde e a segurança de todos os trabalhadores”.

Olhar Digital

Leave a Comment