Logo BCM.
Banner – Anuncie Aqui- 970×250 | CENSURA ZERO  

Alexandre de Moraes abre novo inquérito contra Ibaneis e Anderson Torres

Ministro do STF atendeu a um pedido feito pela PGR para apurar separadamente a conduta das autoridades no dia dos atos extremistas. Decisão foi publicada no Diário de Justiça, nesta sexta-feira (13) (Crédito: Rosinei Coutinho/SCO/STF)
(Crédito: Rosinei Coutinho/SCO/STF)

O ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) Alexandre de Moraes abriu um novo inquérito contra o governador afastado do Distrito Federal, Ibaneis Rocha (MDB), e o ex-secretário de Segurança do DF Anderson Torres, ex-ministro da Justiça de Jair Bolsonaro (PL), por omissão nos atos de vandalismo aos edifícios-sede dos Três Poderes, no último domingo. A decisão foi publicada no Diário de Justiça, nesta sexta-feira (13).

Moraes atendeu a um pedido feito pela Procuradoria Geral da República (PGR) para apurar separadamente a conduta das autoridades no dia dos atos extremistas. Também serão investigados o ex-secretário interino de Segurança Pública do DF, Fernando de Sousa Oliveira, e o ex-comandante-geral da Polícia Militar, Fábio Augusto Vieira.

O inquérito agora segue em separado ao dos atos antidemocráticos, que também tramita na Corte. O ministro deu 10 dias para que a Polícia Federal apresente um relatório preliminar com as provas iniciais coletadas sobre a investigação.

No documento, o ministro fala em “omissão” e “conivência” de autoridades da segurança para conter os extremistas no dia dos atos. Moraes já havia determinado a prisão preventiva de Torres, que está de férias nos Estados Unidos, e do ex-comandante da PM. Ibaneis foi afastado por determinação do ministro por 90 dias e passa por depoimento neste momento na sede da Polícia Federal.

Por: Correio Braziliense

Leave a Comment